quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Um "Poucosticioso"

"Eu não sou supersticioso, mas eu sou um poucosticioso."
O gato preto cruzou a estrada e passou por debaixo da escada enquanto você quebrava um espelho numa sexta-feira 13. Agora, você pode até me dizer que não tem problema, que não acredita em nada disso e que superstições não passam de baboseira inventada para botar medo nas crianças, mas assim que ninguém estiver olhando vai dar três batidinhas na madeira, só para garantir. Ou de repente não vai fazer nada disso, mas vai usar aquela meia que estava usando da última vez que o São Paulo ganhou a Libertadores porque vai que, né. Ou então vai fazer a prova com aquela caneta que você usou no vestibular e passou na primeira chamada.

Sem a mínima pesquisa ou conhecimento profundo de causa, meus camundongos, eu me arrisco a afirmar que superstições existem em todas as sociedades e culturas do mundo. Levadas mais a sério ou não, sempre existem aquelas histórias que nossas avós nos contavam, sobre como deixar chinelo virado "chama a morte da mãe" ou varrer os pés de alguém é garantia de que a pessoa vai morrer solteira.

Na China, claramente, não é diferente. É só dar uma passeada pelos corredores de um prédio que você verá várias portas (a maioria) decoradas com papéis vermelhos com mensagens de sucesso e prosperidade. No Ano Novo chinês eles comem dumplings e soltam (muitos, muitos, mas muitos mesmo) fogos de artifício para espantar a má sorte do ano anterior. Superstições são um assunto que sempre me interessou, e já há alguns semestres eu pedi para meus alunos discutirem e me contarem algumas das mais comuns. Aqui vão as que achei mais curiosas:


1. NÃO ASSINE EM CANETA VERMELHA

Na China medieval, sentenças de morte eram escritas em tinta vermelha. Hoje em dia, a superstição é clara: não assine seu nome em vermelho ou você vai morrer.


2. NÃO DÊ RELÓGIOS DE PRESENTE


Relógio de bolso, de pulso, de parede ou digital. Dar um relógio para alguém significa "O seu tempo está contado". Ou seja, se você der um relógio para alguém, essa pessoa vai morrer.


3. NÃO DÊ SAPATOS À PESSOA AMADA


Talvez tudo o que a pessoa estivesse esperando era um bom par de sapatos para correr para bem longe de você. Portanto, se você der sapatos ao marido, namorado ou crush, vocês vão se separar.


4. NÃO DIVIDA UMA PÊRA



Pêras são porções individuais e jamais devem ser divididas com amigos. Se seu amigo pedir um pedaço, invente uma desculpa e não divida. Se duas pessoas comerem a mesma pêra, elas vão ter uma briga muito séria.


5. NÃO PISE EM TAMPA DE BUEIRO


Bom, essa pelo menos faz um certo sentido, mas se você pisar em tampa de bueiro, você vai morrer.


6. NÃO VIRE UM PEIXE


Não, esse não é um aviso para você não se transformar acidentalmente em um peixe, guaxinim (quantos de vocês pensaram isso?). Quando você estiver comendo aquele belo peixe assado e um dos lados estiver terminando, em hipótese alguma vire o peixe para o outro lado. Se você fizer isso, todas as pessoas na mesa terão azar. O azar é multiplicado se isso acontecer num almoço de casamento.


7. NÃO DEIXE OS PALITINHOS DE PÉ


Essa não só é superstição, mas também regra de etiqueta. Você está tendo uma bela refeição e resolve descansar os palitinhos (kuaizi, ou hashi em japonês) na tigela de arroz enquanto toma um gole de chá. Sempre deixe os palitinhos deitados sobre a borda da tigela (ou no apoio de palitos que restaurantes mais chiques oferecem). Nunca, jamais enterre os palitinhos na perpendicular dentro do arroz. Além de extremamente rude, isso ainda chama a morte, pois é dessa forma que as oferendas de comidas são deixadas no cemitério.


8. NÃO BATA COM OS PALITINHOS NA TIGELA


Essa é a forma como mendigos costumam chamar a atenção nas ruas quando pedem esmolas, então se você bater com os palitinhos na sua tigela você vai perder dinheiro.


9. NÃO SE OLHE NO ESPELHO DE MADRUGADA


Os alunos divergiram sobre o horário exato em que a superstição passa a valer. Alguns dizem que vale para a madrugada inteira, outros que é só entre a meia-noite e a uma da manhã, mas todos concordam que se você se olhar num espelho durante a madrugada, você vai ver um fantasma atrás de você. 


10. NÃO VARRA A CASA NO ANO NOVO


Na véspera do Ano Novo chinês, que é chamado de Festival da Primavera e dura 15 dias, os chineses costumam fazer uma grande faxina. Porém, assim que o Festival começa, você não deve varrer o chão da sua casa, e se o fizer não pode jogar a sujeira fora até o fim do Festival.


Eu não acredito em superstições. É claro que eu não acredito em superstições. Mas deixa eu correr ali para desvirar aquele chinelo. Porque vai que, né.

Um comentário:

Christianne Leutwiler disse...

Como sempre ótimo!! Fácil de ler, engraçado, enfim, ótimo!!