sábado, 31 de dezembro de 2016

Agachando como os chineses

Um dos posts de maior sucesso nesse blog é o Elogio à Privada, onde eu contei como os banheiros públicos aqui raramente contam com meu querido e saudoso vaso sanitário, que é substituído pelo que é chamado de squat toilet em inglês (ou, traduzindo literalmente, "privada de agachar").

Aprendendo a usar um squat toilet
Agora eu pergunto: quantos de vocês, pequenos gafanhotos, conseguem se agachar sem problemas? Eu me lembro de quando era criança, lá pela segunda ou terceira série, e eu e minha melhor-amiga-para-sempre-até-brigarmos-na-quinta-série costumávamos passar o recreio juntas em um canto do pátio. Ela se sentava num banquinho baixinho e eu, para podermos conversar mais confortavelmente, me agachava em frente a ela e assim ficava por todos os 10 ou 15 minutos do intervalo. Lembro de várias vezes ela ter me perguntado como eu conseguia ficar agachada por tanto tempo, e hoje, uns bons muitos anos depois, eu me pergunto o mesmo: Como diabos eu conseguia? 

"De boas aqui agachado, batendo um papo com os amigos"

Agora, nos últimos anos em que poderei escrever um número "2" no começo da minha idade e morando na China, uma das tarefas mais difíceis é conseguir me equilibrar agachada quando tenho que usar um banheiro fora de casa. Abaixa as calças, agacha e começa um segura-peão em que torço para conseguir ficar equilibrada por tempo suficiente para terminar o serviço. Depois de 3 anos por aqui, está mesmo um tiquinho mais fácil, mas a concentração tem que ser firme para não terminar em acidentes (confesso que um dos meus maiores medos é cair de bunda em um dos limpíssimos - só que não - squat toilets). Tentem em casa. Vocês conseguiriam?

Pois chineses conseguem. Não só agacham para 
Tem posição mais confortável pra checar o
Whatsapp do crush?
se aliviar de necessidades rápidas - ou nem tanto, a contar pela quantidade de vezes que tive que esperar apertada para usar uma cabine de banheiro público em que a pessoa estava assistindo o capítulo de ontem da novela enquanto cuidava de seus afazeres sanitários -, mas também para praticamente tudo na vida. No ponto de ônibus, lendo um livro, esperando a amiga terminar de fazer uma compra ou só mesmo matando tempo, é extremamente comum encontrar chineses simplesmente agachados por um longo tempo pelas ruas do país. Essa é uma prática tão comum que em inglês existe até o termo chinese squat para se referir à posição.

Embora eles contem com um segredo - note pelas fotos que a sola dos dois pés estão totalmente apoiadas no chão, enquanto a gente geralmente agacha nas pontas dos pés -, eu ainda não consegui entender completamente como eles conseguem ficar assim por tanto tempo sem perder o equilíbrio ou o movimento das pernas (só de pensar nisso as minhas já ficam dormentes). Experimentem essa posição, pequenos sagüis. Seria uma posição que vocês escolheriam ficar para passar o tempo?

É de pequeno que se aprende.

Mas por quê, Tati? - vocês gostam de querer saber os porquês, comos e ondes, hem? A verdade, minhas siriemas, é que eu não faço idéia. Provavelmente pelo mesmo motivo pelo qual nós cruzamos as pernas e eles não (apesar disso estar mudando pela influência ocidental, eles não costumam cruzar as pernas ao sentar como nós fazemos): hábito. Costume. Uma vida inteira fazendo isso. Como vocês podem ver pelas fotos (nenhuma delas fui eu que tirei, por sinal, mas são fiéis representações do que eu vejo por aqui), é um hábito introduzido desde muito cedo, quando as crianças ainda estão de fraldas (ou não estão… um dia eu falo sobre chineses e o não-uso de fraldas…). Anos e anos de treino usando essa posição para descansar devem ter fortalecido os músculos das pernas de uma forma que eles consigam simplesmente agachar como se fosse - e para eles é - a coisa mais normal do mundo.

Enquanto eu procurava fotos para ilustrar esse post, me deparei com várias pessoas afirmando que essa é uma posição saudável e que faz muito bem para o corpo de uma forma geral. Como sempre, eu procuro me manter cética com relação aos milagres da sabedoria milenar chinesa, mas volta e meia aparecem coisas que fazem, talvez, um certo sentido. E aí, meus guaxinins? O que vocês acham?

4 comentários:

Monique Leutwiler disse...

Deve ser lembrança de hábitos ainda da vida animal, rsrs
brincadeira a parte, você quando pequena devia ser ainda hábito de sua vida passada de Chinesa!

Ana Carolina Ammon disse...

Acho que 9 entre 10 pessoas que lerem este post tentarão ficar um tempo na posição de agachamento chinês.
Eu fui uma delas - e minhas pernas estão dormindo profundamente agora.

Christianne Leutwiler disse...

Como sempre, ótimo!!
Mas você sabe que a melhor posição para fazer o número 2 é aquela da primeira foto? Li sobre isso numa dessas páginas sobre saúde. Diz que coloca a saída numa posição facilitadora e, portanto, correta e mais saudável...

Unknown disse...

Tentei, mas depois de 5 minutos não sentia mais as pernas, minhas costas doíam e meus pais me acharam louca.