terça-feira, 27 de dezembro de 2016

5 Curiosidades Sobre a China

Eu sei, eu sei… Foram muitos e muitos meses sem um post por aqui. Me desculpem.
A verdade é que já se vão 3 anos e meio de China, e após este tempo todo fica cada vez mais difícil para eu perceber coisas que poderiam ser interessantes de dividir aqui, já que tudo se torna parte da rotina. 
Mas, enfim. Resolvi fazer um pequeno apanhado de curiosidades sobre a China que não valem um post à parte, mas que vocês provavelmente não sabem.

Vamos às curiosidades:

1. Chineses bebem água quente

Pra quem me conhece esse não deve ser um fato desconhecido e eu já mencionei aqui uma vez ou outra, mas como é um dos fatos que mais estranhei quando cheguei por aqui, vamos falar sobre isso.
Sim, chineses bebem água quente. Não, não apenas chá. Água, mesmo, da mesma forma que a gente bebe fria ou gelada. Eles bebem quente.

Pra começar, chineses costumam beber bastante água. Eles estão sempre carregando uma garrafinha pra lá e pra cá, e bebericando aqui e ali. Nos restaurantes é comum oferecerem uma jarra com água (às vezes com uma rodela de limão) para a gente beber, e sempre que você visita alguém eles já vêm com um copo de água (quando não é chá). Só que essa água SEMPRE vai ser água quente. Não morna, não "sem gelo". QUEN-TE.

Água fria e gelada? Haha… Não: morna ou quente.
"Mas por quê?" - você me pergunta. Acredite, esta é uma pergunta que eu cansei de repetir quando cheguei aqui, e a resposta sempre foi a mesma: "Porque faz bem pra saúde".

Agora, antes que você venha nos comentários dizer que "Ah, puxa, chineses são tão sábios e saudáveis, deve mesmo ser melhor", eu sugiro que você leia meu post sobre a romantização da China e pense melhor.

Eles acreditam piamente não apenas que água quente faz bem para a saúde, mas que água fria faz mal. As gerações mais antigas inclusive acreditam que beber água fria faz uma mulher se tornar infértil (sim, já ouvi da avó do John que eu deveria parar de beber água fria ou não vou poder ter filhos…). Mesmo médicos costumam indicar água quente para tratar praticamente qualquer coisa, de dor de barriga a unha encravada. E, se você por acaso for pego bebendo água fria ou - o horror, o horror - gelada, vai ter que ouvir "você deveria beber água quente, água fria faz mal", seja de pessoas mais velhas ou mais jovens.

Certo. Mas isso não responde à pergunta. Por que diabos eles só bebem água quente? 

A resposta mais coerente que recebi até agora foi a de que essa foi a forma que os chineses sempre usaram para esterilizar a água. Diferentemente do mundo ocidental, que desenvolveu filtros para esse fim, por aqui eles continuaram fervendo. Beber água sem ferver ou filtrar faria mesmo mal à saúde, então se espalhou esse mito de que água fria faz mal. Faz sentido.

"Mas espera, eles bebem a água recém fervida?" - isso me leva ao próximo fato desconhecido sobre a China:

2. Chineses bebem e comem coisas MUITO quentes

Imagine a cena: você vai a um restaurante e pede uma sopa. A sopa chega, naturalmente recém saída do fogo e portanto extremamente quente. Você espera a sopa esfriar (ou até dá uma assopradinha para acelerar o processo), certo?

Pois é. Chineses não fazem isso. A sopa vem, eles trazem a tigela à boca e começam a beber (eles
bebem sopa, não comem com colher como a gente). A mesma coisa com macarrão, chá ou a água quente que mencionei acima.

Como eles conseguem? Bom, eu imagino que você já tenha visto ou ouvido dizer em algum lugar que chineses fazem barulho quando bebem algo. Aquele mesmo barulho de sucção que é considerado muito deseducado no ocidente, sabe? Pois então, esta é a razão escondida. Fazendo esse barulho, eles evitam queimar a boca enquanto comem alimentos super quentes.

A única pergunta que sobra pra mim ainda é como eles conseguem fazer isso sem engasgar, já que eu nunca consegui.

3. Endereços de e-mail chineses são números

Na primeira vez em que pedi o e-mail de um aluno, minha reação imediata foi dizer "Não, não. E-mail, não telefone". A maioria absoluta dos chineses que usam algum serviço de e-mail por aqui não possuem um endereço personalizado como nós fazemos. Eles utilizam o próprio sistema, que cria um número único para cada um (quem lembra do ICQ levanta a mão).

Para começar, os chineses não têm muito costume de usar e-mail. Na faculdade em que trabalhamos, mesmo, existe um e-mail oficial para o departamento inteiro, para o qual todos têm a senha, e ao invés de enviar e-mails uns para os outros, quem quiser algum documento só precisa pedir para alguém salvar nessa conta, acessar e baixar. Funciona quase como um serviço de dropbox ou coisa parecida. Já para se comunicar com amigos, eles costumam usar o WeChat (aplicativo de celular tipo Whatsapp), o Weibo (rede social chinesa) ou o QQ (tipo MSN). Esse último também oferece o serviço de e-mails, e é o mais utilizado por aqui.

Portanto, se algum dia você pedir o email de um chinês, não se espante quando ele começar "2…5…4…6…3…8…2…1…5…9…@qq.com". É assim mesmo que funciona por aqui.

4. Amizades são relações extremamente importantes para chineses

Já faz muito tempo que eu quero fazer um post sobre guanxi. Se você jogar essa palavra no Google Translator, ele vai dizer que significa "relacionamento", mas a verdade é que o conceito de guanxi é muito mais complexo do que isso. 

Parte do conceito de guanxi inclui as amizades feitas na escola, na faculdade e no trabalho. Já comentei antes que aqui praticamente todos os alunos de faculdade e alguns de Ensino Médio e Fundamental moram em dormitórios na escola. Pois bem, na maioria das faculdades esses dormitórios são divididos em muitas pessoas. Na faculdade em que dou aula, por exemplo, são entre 6 e 8 pessoas por dormitório (e não, esses dormitórios não são grandes).

As amizades que eles formam são ligações extremamente fortes, quase tão fortes quanto família. Eles são em geral muito leais a seus amigos, e é comum pedirem e fazerem favores e dinheiro emprestado a amigos que nem são tão próximos assim. Em todas as vezes que perguntei a meus alunos se eles denunciariam um colega de quarto que fosse muito barulhento e desrespeitoso com os demais, a resposta foi sempre a mesma: "Não, professora, porque nós somos família".

5. Gringos têm "tudo a mesma cara" para chineses

Sabe aquela coisa que a gente cansa de ouvir e falar, de que "chineses têm tudo a mesma cara"? Então, eu tenho uma surpresinha pra você: Pra eles, nós também temos "tudo a mesma cara". Claro que temos algumas diferenças: cor de olho, cor de cabelo, cor da pele. Mas o "gringo padrão" aqui
Mas não é que é tudo a mesma cara, mesmo?
(cabelo, olhos e pele claros, perfil no qual me encaixo) para eles é tudo igual.

Isso já me rendeu algumas histórias engraçadas, como: 

- Encontrando pela primeira vez o dono de uma escola onde alguns amigos dão aula, ele me cumprimenta: "Oi, Judy!". Eu, sem muita reação, só respondo um "oi" meio sem certeza. Meus amigos caem na risada. "Não, Frank, essa não é a Judy!". Ele "Não????". Me olha novamente, dessa vez com bastante atenção. "É sim, não é???" 

- Uma aluna da faculdade para quem dei aula por quase 2 anos seguidos me reencontra numa aula extra depois de alguns meses sem me ver. Ela passa por mim "Oi, Tati". Pára na minha frente e se aproxima do meu rosto, com cara de dúvida. Murmurando em chinês consigo mesma, a poucos centímetros do meu rosto: "Não, espera. Essa não é a Tati. Não, é sim. Não, não é a Tati. É a Tati. Não, não é.". Eu caí na risada e nunca mais deixei ela esquecer desse dia.

Então, da próxima vez que você disser coisas absurdas como "chineses têm tudo a mesma cara", lembre-se de que, pra eles, nós também temos.

3 comentários:

Lucia Artes disse...

Adorei! E isso me deu uma saudade gigante de você! Beijos e Feliz 2017!

Monique Leutwiler disse...

Mais uma postagem gostosa de ler!!! Te amo sempre !!

Christianne Leutwiler disse...

Realmente, postagem fácil e gostosa de ler!! Parabéns mais uma vez!!